sábado, fevereiro 05, 2005

Derby_Minho

Grande jogo entre rivais minhotos! Deu para (quase) tudo.
De um lado, o Guimarães com o seu novo modelo: 4*2*3*1 - Moreno entra para o lado de Flávio Meireles, Marco Ferreira e César Peixoto para as alas). A criatividade destes dois começa a ganhar importância e será decisiva na carreira do Guimarães. Do outro lado, o Braga fiel ao seu 4*3*3 mas com ausências importantes: Nem, Luís Loureiro e João Tomás e com a estreia de Andres Madrid.
O jogo começa vivo e quente. Afinal, são dois dos maiores rivais de todo o Portugal. O Guimarães tem na mão a chance de roubar a liderança ao rival Braga e este tem a chance de saír do estádio do rival como líder por, pelo menos, mais uma ronda. O jogo é disputado,intenso e equilibrado. Nota-se algum nervosismo nos jogadores do Braga. A bola prende um pouco demais ao pé e o peso da responsabilidade sente-se aqui e ali. A liderança acaba por ser uma desvantagem para os bracarenses (Arrisco-me mesmo a dizer que, se não fossem líderes, teriam ganho o jogo).
Já na segunda parte, num lance infeliz de Paulo Santos, o Guimarães chega à vantagem de bola parada. É o delírio nas bancadas! O Braga reage, passa a 4*2*3*1 declarado e movimenta-se bem. A equipa está solta e confiante. Até Paulo Santos vai à área contrária tentar o golo! Aos 93 minutos, Paulo Sérgio cai na área tapado por Flávio Meireles. Lance para penalty! Pedro Proença (bela exibição, com alguns erros normais, num jogo muito difícil de controlar) fecha os olhos e dá pontapé de baliza. Era demasiado arriscado assinalar um penalty num lance duvidoso à velocidade a que é visto. Compreende-se mas está errado. O Braga perde a liderança com um erro seu (o lance do golo) e um do árbitro. Foi infeliz (como o Benfica frente ao Porto na Luz?). Bonita atitude dos jogadores que souberam controlar as emoções, tal como Jesualdo que se conteve, já de cabeça fria, no final do jogo. Tal como o Sporting depois do jogo da Choupana, também o Braga está de parabéns. Porque tem uma belíssima equipa e uma muito boa atitude.
Destaco pela positiva Nunes (grande central), Marco Ferreira (vai fazer esquecer Nuno Assis) e Abel (se fosse ele à selecção no lugar de Rogério Matias só se tinha a ganhar - passava Paulo Ferreira para a esquerda).
Destaque negativo para Paulo Turra e Rafael (não fazem falta nenhuma ao nosso futebol: são agressivos, agressores e anti-desportistas).

Comentários:
Concordo com a análise, excepto no caso do MArco Ferreira, para mim revelou-se algo inconsequente e com poucas ideias, mas no futuro ele, Luís Mário e César Peixoto (se esquecer Baía) podem fazer muita mossa nos adversários.
O penalti é discutivel, se na televisão temos dúvidas, que poderá dizer o árbitro.
 
Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]





<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Subscrever Mensagens [Atom]

   
Futebol Português


My blog is worth $2,258.16.
How much is your blog worth?

Web Pages referring to this page
Link to this page and get a link back!